quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Ordinária trégua

FOTO J. P. SOUSA
Ah, não me venha ostentar
essa rigidez abusiva,
fálica, provocativa,
enquanto ainda
inflamam nossos ânimos
contra nós mesmos.

Esquece as rusgas, a raiva e o resto...

Agora vem, indefeso te entrega
eu proponho uma trégua

Vamos nos consumir...



Malu Sant'Anna

Um comentário:

Miss T disse...

Lindo amiga, se eu começar a comentar aqui as possibilidades dessa ordinária trégua, teremos um livro, quem sabe um manual, rsrsrsrs. Beijo!!